A importância de uma boa página de conversão

landing-page

A importância de uma boa página de conversão

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

 

Se você tem um negócio ou uma empresa e utiliza o marketing digital para promovê-la, saiba que uma Landing Page (ou página de conversão) pode ter importância fundamental nas suas ações. Muitas empresas investem em marketing digital, mas jogam dinheiro fora (ou deixam de ganhar) porque não apostam na estratégia correta. Saiba abaixo qual é a importância de se ter uma boa página de conversão.

 

Otimização das Conversões

Ao investir em marketing digital, muitas empresas conseguem trazer consumidores para seu site, seja por meio de links patrocinados (Google Adwords), posicionamento orgânico (SEO), divulgações nas mídias sociais, e até ações offline. Mas apenas uma pequena parcela desses usuário que chega até o site se torna cliente. Na maioria dos casos o problema está na falta de uma boa página de conversão, assunto que explanaremos a seguir.

Antes, vale ressaltar que estamos falando de conversão das páginas e não necessariamente conversão de vendas. Conversão da página depende do objetivo da página. É algo como solicitar orçamento, fazer download, efetuar uma compra, se inscrever em um formulário, etc. (*Em outro artigo iremos falar sobre a importância da conversão em vendas, problema que muitas empresas pequenas enfrentam.)

 

O que é Página de Conversão?

Em poucas palavras são páginas utilizadas em campanhas de marketing digital exclusivamente com objetivo de conversão.

Conversão é quando se consegue fazer com que o usuário cumpra o objetivo da sua página. Se o objetivo da página for que efetuem downloads, a conversão é que o usuário faça o download. Se for uma página para conseguir inscritos, a conversão é quando os usuários se inscrevem. Se for uma loja virtual, a conversão é quando os usuários efetuam uma compra. Se a página for de prestação de serviços, a conversão pode ser uma solicitação de orçamentos pelo formulário da página. E assim por diante.

Em geral, o grande objetivo por trás de todas essas estratégias é tornar o usuário cliente. Entenda que alguém só se torna cliente quando compra algo de você.

Há dois tipos de conversão: direta e indireta. Na conversão direta, o visitante responde positivamente a um anúncio ou oferta da internet, tomando decisões em relação a uma compra. Ex: reserva em um site de hotel, ligação para a central de atendimento, e-mail para a empresa, etc.

A conversão indireta é aquela onde a pessoa passa algumas informações pessoais em troca de um benefício. Por exemplo, quando você deixa seu e-mail para receber um e-book grátis. Apesar de não gerar resultados em curto prazo, é excelente para reter leads (clientes em potencial) que ainda não estão prontos para adquirir o seu produto no momento, mas que podem fazer isso adiante.

As páginas, também conhecidas como landing pages são páginas criadas sempre com objetivo específico de conversão. As Landing Pages contêm menos conteúdo do que a página inicial, mas isso é feito propositadamente para evitar a distração do usuário, oferecer apenas a informação que ele está buscando e levá-lo a fazer uma única ação: a conversão.

 

Exemplos de boas páginas de conversão

Uma boa página de conversão deve ser focada a entregar o que o usuário está buscando. Se ele está buscando por “construção de casas de alvenaria” não adianta enviar o usuário para a Home do seu site. Mesmo que lá também mostre que você presta esse serviço. A página de conversão deve ser exclusiva e falar claramente sobre o que ele busca, ressaltando vantagens e sempre incentivando o usuário a tomar uma atitude como, por exemplo, solicitar um orçamento. Aqui nesse artigo você vai ver exemplos de boas páginas de conversão.

 

Entenda uma coisa: a atenção é um recurso limitado. Quanto mais decisões as pessoas precisam tomar, menor é sua capacidade de tomá-las. E aqui nesse ponto tem um fator que é muito importante chamado taxa de atenção. A taxa de atenção é a taxa do número de coisas que você pode fazer dentro de uma página. Do ponto de vista de campanhas de marketing digital, o ideal é que esta taxa seja 1:1. Mas isso é raro! Se taxa não for algo perto disso, você está fazendo isso errado!

O fato é que algumas empresas “pensam” que é melhor dar mais opção para o usuário. Mas na verdade ele está dando mais distração. Como em uma landing page com a taxa de atenção de 10:1, 30:1 e até 50:1 eu posso levar o usuário a agir como eu quero? Uma landing page deve ter um propósito muito claro e pouca distração. Em alguns casos inclusive, a barra de navegação ATRAPALHA  a conversão. Diversos testes já provaram que quanto maior a taxa de atenção maior é a conversão.

 

Landing Page e não Home Page

Pare de usar sua home page como destinos de suas campanhas de marketing digital! Sim, isso mesmo! A “Home” na maioria dos casos é a página com pior taxa de atenção que se pode ter. Por ser uma página de extrema importância, ela funciona como uma espécie de portal que oferece ao usuário atalhos para  tudo o que a empresa comercializa, além de informações sobre a mesma. Se você comercializa um mix de 500 produtos e o usuário está procurando pelo produto 379, você deve contar com a boa vontade dele pesquisar por esse produto em seu site. Na maioria das vezes o usuário desiste e abandona a sessão. Se o objetivo de suas campanhas não for o “branding”, enviar usuários para sua Home Page pode significar o fracasso para as mesmas.

 

A importância da conversão

Ao ler nossas explicações detalhadas acima, você provavelmente já deve ter entendido qual é a importância de uma boa página de conversão: geração de resultados! Uma ótima forma de medir os resultados de um site é pela quantidade de conversões. A taxa de conversão é feita pela operação matemática abaixo:

 

Taxa de conversão de um site = número de conversões da página / número de visitantes da página.

 

Quanto mais conversões houver, melhor é a taxa de conversão. Ou seja, um site com 5000 mil visitas que teve 300 conversões mensais é melhor do que aquele de 8000 visitas, mas com apenas 250 conversões. Ou seja, o primeiro tem apenas 3,13% de conversão contra 6% do segundo. Quanto melhor for a taxa de conversão melhor serão os resultados.

 

Taxa de conversão para investimentos

Agora imagine que você paga ao Google Adwords para publicação de anúncios. Se converter 1 em cada 100 consumidores, a taxa de conversão é baixa, significando que, apesar do investimento, você não possui uma boa página de conversão.

Porém, se você aperfeiçoá-la, poderá aumentar sua taxa para 3%, por exemplo. Isto pode gerar redução no investimento em anúncios ou mais vendas com o mesmo custo.

 

Como melhorar minha página de conversão?

  • Crie uma landing page para cada produto ou serviço e com pouco distração nelas. De preferência crie páginas com a taxa de atenção próxima de 1:1.
  • Crie uma ótima primeira impressão, um bom design, um ótimo título e uma boa imagem. Tudo para prender a atenção do consumidor e levá-lo a fazer aquilo que você pede.
  • Deixe a página leve, sem carregamentos demorados, e seja sucinto no conteúdo, explicando o que deve ser feito para obtenção do benefício.
  • Não exija dados demais, pois formulários longos são cansativos e podem fazer com que o usuário desista de preenchê-los.
  • Para que as pessoas não tenham receio de deixar seus dados pessoais, coloque depoimentos reais de quem fez isto e não se arrependeu por ter respondido à chamada para ação.
  • Bloqueie a navegação, ou seja, diminua a taxa de atenção e as opções que o usuário tem. Assim, o foco na ação é mantido.
  • Enfatize os benefícios que o consumidor terá.
  • Se possível faça testes com páginas semelhantes para ver qual converte melhor.

 

Para finalizar as dicas, coloque-se no lugar do usuário. Pergunte a si mesmo se você faria aquela ação. Enquanto isto não ficar claro, faça modificações e testes. Após fazer isto, sua página estará pronta. Mais dicas sobre marketing digital? www.agenciaadon.com

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×
Filipe França
francalipe@gmail.com

Filipe França é graduado em Marketing pela Unesc-SC, Pós-graduado em Marketing Estratégico pela UFF-RJ. Atualmente é Consultor de Marketing Digital e Especialista de SEO na Agência Adon.

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×